03/01/2019 | 10:18

Bolsonaro acaba com secretaria que cuida da educação de surdos

No dia seguinte a posse, que teve discurso em linguagem de sinais, o primeiro gesto do novo ministro da Educação foi acabar com a secretaria que cuida da educação de surdos

O governo Jair Bolsonaro vai extinguir a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), do Ministério da Educação (MEC), comandado por Ricardo Vélez Rodriguez. No lugar da Secadi será criada subpasta Modalidades Especializadas.

A gestão também vai criar uma nova secretaria só para alfabetização, que ficará a cargo do proprietário de uma pequena escola de Londrina indicado pelo escritor Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro.

De acordo com apurações do jornal Folha de S.Paulo, a iniciativa foi uma manobra para eliminar as temáticas de direitos humanos, de educação étnico-raciais e a própria palavra diversidade. A nova pasta deve continuar a articular as ações de educação especial, de jovens e adultos, educação no campo, indígena e quilombola.

Por Brasil 247

Os comentários estão encerrados.